Home 5 E’s Condições Comerciais Estoque Virtual Serviços Parceiros Cadastre-se Contato
   
Paralisação do Congresso prejudica empregos em PMEs
Por Da agência SEBRAE de notícias | 29/04/2016 - 09:46

Brasília - As micro e pequenas empresas tiveram, no mês de março, um saldo negativo de geração de empregos de 46,9 mil. Isso representa uma redução de 213,4% em relação ao mesmo período do ano passado, quando o saldo de empregos foi positivo de 41,3 mil. No acumulado do ano, 44,1 mil vagas de empregos foram encerradas nos pequenos negócios.

As informações constam no estudo mensal que o Sebrae elabora com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência Social.

O presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, destaca que um dos fatores que podem prejudicar a geração de empregos entre os pequenos negócios é a demora na votação pelo Congresso Nacional de projetos que beneficiam as micro e pequenas empresas.

“Desde dezembro do ano passado, o projeto Crescer Sem Medo, que revisa os tetos e tabelas do Simples Nacional, está parado no Senado. O Brasil precisa melhorar o ambiente de negócios para gerar empregos. A paralisação do Congresso impacta diretamente o setor que sempre foi o principal gerador de empregos no país”, afirma.

Além da falta de votações de projetos que interessem aos pequenos negócios, o presidente Afif também cita a falta de crédito como um dos fatores que tem influenciado os resultados negativos de geração de empregos nas micro e pequenas empresas.

“Os bancos diminuíram o crédito oferecido aos pequenos. Em momentos como o que estamos passando, as micro e pequenas empresas precisam de dinheiro para não fechar as portas”, reforça.

Em março, apenas as micro e pequenas empresas dos setores Serviços e Agropecuária tiveram um saldo positivo de, respectivamente, 1,7 mil e 6,1 mil empregos. Destaque para o Comércio, setor que mais concentra pequenos negócios, que apresentou um saldo negativo de empregos superior ao das empresas de médio e grande porte. Enquanto os pequenos negócios encerraram 30,8 mil vagas, as empresas de maior porte fecharam 11,2 mil.
comentários        envie por e-mail
Nestlé e R&R criam empresa bilionária de sorvete
Por site EXAME ON LINE | 28/04/2016 - 17:11

São Paulo – Uma empresa bilionária e mundial de sorvetes acaba de ser criada como resultado de uma joint venture entre a suíça Nestlé e a inglesa R&R.

Batizada de Froneri, a nova companhia nasce com 2,7 bilhões de fracos suíços em vendas aproximadas e mais de 15.000 funcionários em mais de 20 países.

A ideia da parceria surgiu da oportunidade de unir os negócios complementares e as marcas fortes de ambas as sócias em uma só empresa.

A Froneri irá concentrar a parte de alimentos congelados da Nestlé na Europa e produtos lácteos refrigerados na Filipinas, com os sorvetes da R&R, uma das líderes do setor no mundo.

Da operação europeia da Nestlé ficam de fora apenas a operação italiana e a parte de pizzas congeladas.

Assim como a R&R, a empresa terá sede no Reino Unido e irá operar, inicialmente, na Europa, Oriente Médio (menos Israel), Argentina, Austrália, Brasil, Filipinas e África do Sul.

Os valores aportados na nova empresa não foram divulgados. A fatia de cada uma das sócias no negócio será igual.

Luis Cantarell, Vice-Presidente Executivo da Nestlé para a Europa, Oriente Médio e Norte da África, vai presidir o conselho de administração da Froneri, composto por seis executivos – três da Nestlé e três da PAI Partners, dona da R&R.
comentários        envie por e-mail
LATINEX apresenta tendências de consumo em alimentos premium
Por FEIRA APAS 2016 - EXPOSITORES | 28/04/2016 - 10:23

Uma verdadeira “caça-sabores” com um faro apurado para produtos que vão agradar os consumidores brasileiros. É dessa forma que a Latinex, distribuidora de alimentos Premium, reservou importantes para a APAS 2016.

Entre as novidades estão os “tomperos” U.CHEF, assinada pelo chef francês Erick Jacquin, os molhos de pimenta Frontera, as massa funcionais da marca Fit Food, além da linha Poco Loco, que oferece a base para a preparação de pratos mexicanos, como massa, molho e tempero para Taco.

“A APAS é o principal encontro da cadeia supermercadista e a Latinex como um importante fornecedor de alimentos Premium para este setor não poderia deixar de participar. Visamos estreitar relacionamentos, além de ampliar perspectivas de negócios”, declara Eduardo Moraes, Diretor da Latinex.
comentários        envie por e-mail
Itau se rende: "vamos ao bitcoin".
Por site PAGAMENTO.ME | 28/04/2016 - 10:20

Em declaração do executivo Marcio Schettini, o Itau anunciou que vai figurar o consórcio R3.

Para quem não conhece, o grupo é formado pelos 45 bancos quem compõem um conselho, para fomentar novas tecnologias incluindo blockchain.

Bancos como JP Morgan, Bank of America, Citi, Deutsche Bank, HSBC, Mitsubishi UFJ Financial Group, Morgan Stanley, Royal Bank of Canada e agora o Itau, fazem parte de um grupo seleto de bancos globais, com o propósito de discutir e investir na distribuição de tecnologia de cripto moedas.

“Estamos convencidos de que estas inovações vão trazer benefícios para os nossos clientes e ganhos reais em termos de eficiência para o setor como um todo.” – Marcio Schettini
As declarações do executivo chamam a atenção por conta do Itau ser o primeiro brasileiro da lista, que deve puxar os próximos brasileiros para a entrada. Apesar do pioneirismo do banco, Santander e BBVA (com presença no mercado latino) já figuravam no consórcio. E apesar do Itau não ser global, reforça a imagem do banco perante aos gigantes asiáticos e americanos.

Bradesco?
comentários        envie por e-mail
Cielo anuncia a criação de nova plataforma, a LIO.
Por INFORMAÇÃO SITE PAGAMENTO.ME | 12/04/2016 - 16:49

A Cielo anunciou hoje, durante um evento em São Paulo, a criação de uma plataforma focada em inovação, chamada LIO. Segundo a empresa, será uma plataforma “transformacional”. A Cielo LIO, ajudará os lojistas a terem uma solução full service no varejo.

Levando em consideração o caminho que o mercado americano e europeu já tomou em soluções de automação de vendas, a adquirente planeja mudar a forma que lojistas cobram clientes, planejam finanças e controlam vendas. Em novembro do ano passado, a empresa cancelou o projeto que tinha com a Linx (veja a matéria), que sinalizava a criação de um frente caixa moderno. Parece que a Cielo levou a sério e levou o projeto adiante.

Importante saber

O Clover, solução que a First Data, adquiriu lá nos EUA, está em teste no Brasil (veja a reportagem aqui). Vale citar também que um grupo de empresários (alinhados com inovação) fundaram e colocaram no ar a Market Up, um PDV inteligente que faz automação comercial, emite NFs, faz gestão e vem com um ERP pronto no sistema. A startup foi idealizada por Romero Rodrigues (ex-Buscapé), Alexandro Hohagen (ex-presidente do Google Brasil, atual VP do Facebook), Hélio Rotenberg (Positivo Informática) e Carlos Azevedo (Guia da Semana).

É um grande sinal para os adquirentes, que precisam pensar ainda mais na distribuição estratégica do pagamento. Além disso, será um importante instrumento de fidelização.

Segundo a Cielo, a solução vai ao ar em 40 dias. A empresa espera ter 50 mil clientes com a solução.
comentários        envie por e-mail
 1 )2  Avançar
Total de Registros: 6
  Arquivo
março (2017)
junho (2016)
maio (2016)
abril (2016)
março (2016)
fevereiro (2016)

5 E’s Condições Comerciais Estoque Virtual Serviços Notícias
© 2019 ETHOS Soluções Logísticas - Todos os direitos reservados